Quem pratica exercícios físicos sabe o quanto o vestuário influencia no conforto e no desempenho, não é mesmo? Por isso, é importante escolher as roupas cuidadosamente antes de sair correndo ou pedalando. Afinal de contas, ninguém merece ficar com aperto, frio, calor, coceira ou irritação na pele diante da escolha inadequada da roupa.

Para que essa atividade seja prazerosa, é preciso priorizar o conforto e levar em consideração itens como tipo de tecido, leveza da roupa, ventilação, suporte aos músculos, facilidade de movimentação, entre outros, sempre de acordo com o exercício físico a ser praticado. Para te ajudar, separamos 5 dicas para escolher a roupa ideal para a prática esportiva:

Tecidos específicos

Muita gente aposta nas roupas de algodão para se exercitar. Esse tecido é indicado para camisas casuais, de passeio. Por isso, a dica é investir em tecidos tecnológicos que deixam o corpo transpirar, como poliéster, elastano e poliamida, que conferem maior liberdade de movimentação e ajudam a manter a temperatura do corpo.

Além dos aspectos de ventilação, permeabilidade e conforto térmico, os tecidos também devem ser macios. Aqueles materiais que sua pele “rejeita” por meio da coceira e da vermelhidão podem sinalizar alergias e precisam ser evitados.

Leveza

Roupas muito grossas ou muito apertadas podem superaquecer o esportista e se tornarem um peso (literalmente). Esses fatores deixam as pessoas cansadas mais facilmente e prejudicam a prática da atividade física. Até mesmo meias muito grossas que dificultam a transpiração podem ser prejudiciais, pois podem causar bolhas.

Ainda falando em leveza, lembre-se de que as cores também podem fazer muita diferença no conforto. Para os dias mais ensolarados e quentes, utilize cores claras, que refletem melhor a luz do sol e o calor. Em dias frios, opte por tons mais escuros, que retêm o calor solar e ajudam a manter a temperatura.

Adequação a cada atividade

Cada esporte possui necessidades diferenciadas. A bermuda para ciclismo, por exemplo, deve oferecer todo o suporte à musculatura da perna, mas sem prejudicar a sua movimentação. Para as corridas, há meias que reduzem as lesões nos calcanhares, conferindo maior conforto aos atletas. Para quem pratica esportes aquáticos, maiôs, sungas e outros trajes precisam estar confortáveis ao corpo e permitir um deslocamento ágil na água, além de conservarem a temperatura corporal.

Certifique-se de que a roupa adquirida é de fato apropriada para o esporte a ser praticado, tendo em vista que os grupos musculares trabalhados, o local de prática e a intensidade do exercício podem variar bastante.

Cuidados com a temperatura

A temperatura do dia dita aquilo que é mais adequado para vestir na hora de realizar exercícios físicos. Nos dias mais quentes, não descarta-se o uso da manga comprida (em material leve), óculos de sol, bonés, viseiras e bastante protetor solar. Para os dias frios, porém, casacos, corta-vento e luvas podem ajudar a manter o calor – só tome cuidado para que os tecidos utilizados não sejam muito pesados, pois isso pode reter o suor, o que é bem desagradável. Há até mesmo tecidos impermeáveis que podem ser usados nos dias de chuva.

Atenção durante a noite

Para quem gosta de correr à noite, vale a pena adquirir roupas com sinalizações refletoras e brilhantes. Essas peças são especialmente úteis para quem se exercita nas proximidades de estradas ou ruas pouco iluminadas. O mesmo vale para os ciclistas, que devem apostar nas lanternas e utensílios luminosos nas bicicletas e nos capacetes.

Nesses casos, também é interessante utilizar roupas de cores mais claras, que tornam o atleta mais visível, mesmo durante a noite.

Para quem deseja manter a boa performance e exercitar-se com saúde, conforto e segurança, a escolha da vestimenta adequada faz toda a diferença!